Vídeo de reunião não tem conteúdo reservado, diz advogado de Moro

Vídeo da reunião ministerial foi exibido na manhã desta terça-feira pela Polícia Federal.

advogado Rodrigo Sánchez Rios, responsável pela defesa de Sérgio Moro, afirmou na tarde desta terça-feira (12) que o vídeo apresentado pela Polícia Federal confirma as declarações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública feitas em seu depoimento e não possuí nenhum conteúdo sensível ou que exige sigilo.

Leia mais: Reunião citada por Moro tratou de temas reservados, afirma Bolsonaro

“O material confirma integralmente as declarações do ex-ministro Sérgio Moro na entrevista coletiva de 24 de abril e no depoimento prestado à PF em 2 de maio. É de extrema relevância e interesse público que a íntegra desse vídeo venha à tona. Ela não possui menção a nenhum tema sensível à segurança nacional”, afirmou Sanchéz.

Também acompanharam a exibição o advogado-geral da União, José Levi, e Hugo Sinvaldo Silva da Gama Filho, juiz federal auxiliar do ministro Celso de Mello, do STF.

Sérgio Moro e seu advogado chegaram às 7h40 ao Instituto de Criminalística da Polícia Federal, em Brasília, na manhã desta terça-feira (12). Segundo a Record TV, entre 8h e 10h houve uma reunião e o vídeo só começou a ser exibido por volta de 11h40. Depois o vídeo apresentou problemas técnicos e voltou a ser exibido perto do meio-dia.

A reunião foi citada pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro em depoimento realizado no dia 2 de maio, no inquérito que apura as declarações do ex-ministro sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF (Polícia Federal).

fonte; r7.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *