Venezuelana de 2 anos bebe querosene e morre por falta de leito de UTI na Capital

Uma menina venezuelana, de 2 anos, morreu por falta de vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após ingerir querosene em sua casa, no Residencial Itamaraty, em Cuiabá, na tarde desta quarta (7).

Segundo a Polícia Civil, os pais levaram a filha até a Policlínica do bairro Planalto. Ela deu entrada às 14h38. Uma profissional de saúde da unidade chegou a regular pedido de internação da criança para uma UTI, mas não havia vaga. Ela não resistiu e foi a óbito à 16h08.

Os pais se mudaram para o Brasil há muito pouco tempo. Eles informaram ainda que estavam em casa, quando a criança foi na cozinha e alcançou um vidro do produto e ingeriu. A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, foi chamada para acompanhar o caso.

O corpo foi encaminhado para realização de necropsia no IML da Capital. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *