Trump adia comício por mau tempo, mas chance de chuva é baixa

A campanha do presidente americano, Donald Trump, adiou um comício em New Hampshire por uma “semana ou duas” por causa de uma tempestade tropical na Costa Leste, disse a porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, nesta sexta-feira (10).

O evento aconteceria em Portsmouth no sábado (11), às 20h00, num local aberto.

O Serviço Nacional de Meteorologia dos EUA prevê chuvas fortes e rajadas de vento durante a manhã. No entanto, a tempestade deixará a área na parte da tarde, segundo a agência.

Uma previsão publicada no site Weather.com mostra uma probabilidade de chuva de 8% a 15% no sábado, entre 19:00h e 22:00h, no horário local.

“O evento foi adiado por razões de segurança por causa da tempestade tropical Fay. Ele será remarcado e uma nova data será anunciada em breve”, disse Tim Murtaugh, diretor de comunicações da campanha de Trump.

O republicano realizou recentemente uma série de comícios, apesar das advertências das autoridades de saúde sobre os perigos de aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus.

O último deles, em Tulsa (Oklahoma), ficou esvaziado: apenas 6.200 dos 19.000 assentos disponíveis foram ocupados, de acordo com o corpo de bombeiros. O evento foi realizado em um local fechado, sem distanciamento social e com baixo uso de máscaras.

Horas antes do comício, seis membros da campanha de Trump foram diagnosticados com a Covid-19.

Nos dias que sucederam o ato, a cidade viu um pico nos casos da doença. Quando perguntado se o aumento dos contaminados foi provocado pelo evento de Trump, o diretor de saúde de Tulsa, Bruce Dart, disse que é muito provável que haja uma relação com os “vários eventos importantes que ocorreram recentemente”.

O governador de New Hampshire, Chris Sununu, também republicano, disse no início desta semana que planejava cumprimentar Trump no aeroporto, mas não compareceria ao evento por causa do alto número de pessoas esperado.

“Não vou me colocar no meio de uma multidão de milhares de pessoas. Como governador, tento ser o mais cauteloso possível por mim e por minha família”, disse.

O presidente americano já negou diversas vezes a gravidade da pandemia e tem ignorado a orientação de usar máscara.

Fonte: Folha de São Paulo – mundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *