Questionada por governador do Ceará, operação da PF foi autorizada três dias antes de ser cumprida

Questionada pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), a operação da Polícia Federal deflagrada nesta terça (3) contra a Prefeitura de Fortaleza teve uma primeira decisão judicial no dia 9 de outubro. Depois, a PF pediu para juntar documentos, com ajustes de endereços de alvos, principalmente.

Com as novas informações, a Justiça Federal deu a segunda decisão no dia 30 do mês passado. O governador sugeriu, na redes sociais, que a ação foi política, para atrapalhar as eleições municipais. Entre os argumentos, o de que a PF segurou a operação do dia 9 de outubro até agora.

Fonte: Folha de São Paulo – notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *