Procuradoria junto ao TCU pede que PT, WhatsApp e Facebook deem dados de contas apagadas

O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) está pedindo informações ao Facebook e ao Whatsapp sobre as 73 contas falsas ligadas aos Bolsonaros, removidas da rede social na quarta (8), e sobre as dez contas vinculadas ao PT desligadas do aplicativo de mensagens na terça (7).

As solicitações são assinadas pelo subprocurador-geral do MP/TCU, Lucas Rocha Furtado, que também pede à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que informe se “foram utilizados recursos do fundo partidário e/ou do seu gabinete na manutenção das contas bloqueadas pelo WhatsApp Brasil e quais as providências adotadas” pelo partido e por Gleisi em relação a essa questão.

Nas ações, Furtado solicita que o WhatsApp Brasil informe, em um prazo de cinco dias, a relação das contas bloqueadas, “com identificação, se possível, dos responsáveis por tais contas, e os motivos desses bloqueios”.

Ao Facebook, o subprocurador demanda que sejam lhe encaminhados dados relacionados às 73 contas removidas, também com a identificação de seus administradores.

Fonte: Folha de Sâo Paulo – Poder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *