Podcast discute os rumos Guerra Fria 2.0, entre EUA e China; ouça

Em uma espécie de repetição, mas com diferenças fundamentais, dos eventos que geraram tensão do final dos anos 1940 até o início dos anos 1990, dois países disputam influência no mundo. Desta vez, o rival comunista dos Estados Unidos é a China, que cresce em poder.

As duas nações têm uma relação simbiótica, de dependência e conflito. Os embates vêm aumentando desde que Donald Trump virou presidente e começou uma guerra comercial.

Hoje, a disputa inclui outras facetas, como a disputa tecnológica envolvendo a rede 5G, o surgimento da Covid-19 na província chinesa de Wuhan e os protestos anti-Pequim e pró-democracia em Hong Kong.

Além disso, entram na conta sanções, ameaças e as disputas territoriais envolvendo o Mar do Sul. Na região estratégica, a China tenta expandir seu controle e é onde especialistas veem mais chance de haver também uma disputa bélica entre americanos e chineses.

O Café da Manhã desta sexta (17) discute a complexidade desse conflito, os efeitos do embate para outras nações e o risco de um conflito armado. O episódio tem entrevista com a colunista da Folha Tatiana Prazeres, que dá aulas na Universidade de Negócios Internacionais e Economia, em Pequim, e foi secretária de comércio exterior e conselheira sênior do diretor-geral da Organização Mundial do Comércio.

O programa de áudio é publicado no Spotify, serviço de streaming parceiro da Folha na iniciativa e que é especializado em música, podcast e vídeo. É possível ouvir o episódio clicando abaixo. Para acessar no aplicativo basta se cadastrar gratuitamente.

Ouça o episódio:

O Café da Manhã é publicado de segunda a sexta-feira, sempre no começo do dia. O episódio é apresentado pelos jornalistas Magê Flores e Maurício Meireles, com produção de Jéssica Maes e edição de som de Thomé Granemann.

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *