PM encontra câmeras e escutas ilegais dentro da Assembleia de MT

Equipamentos estavam instalados em mesas, cadeiras e até no teto da presidência

Onze câmeras escondidas e quatro escutas ilegais foram encontradas na sala da presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso e do Colégio de Líderes – anexo a presidência – na tarde desta quinta-feira (16). Os equipamentos foram encontrados durante varredura realizada semestralmente na sala pela Coordenadoria Militar que faz a segurança do legislativo.

O presidente da Assembleia, em entrevista ao FOLHAMAX, disse que está tranquilo com relação às eventuais gravações realizadas, mas lamentou a situação de espionagem dos seus trabalhos. “É uma situação lamentável. Pelos sinais, isto é coisa de amador e acredito que seja alguém com a intenção de praticar extorsão. Quem fez, será descoberto”, disse.

Os equipamentos de arapongagem foram encontrados embaixo de mesas e cadeiras e até mesmo no teto das salas. Este é o segundo caso de grampos ilegais no Estado.

Em 2016, o promotor Mauro Zaque revelou um suposto esquema dentro da Polícia Militar, que gerou a prisão de dezenas de pessoas. As investigações sobre o fato que ficou conhecido como Grampolândia Pantaneira seguem nas esferas militar e civil.
fonte ;folhamax

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *