Pesquisa da CNN traz Emanuel e Abílio empatados, seguidos de Gisela

Pesquisa do instituto RealTime Big Data/CNN Brasil, divulgada no final dessa tarde, aponta que os candidatos Abílio Júnior (Podemos), 28% e o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), 25%, empatam tecnicamente na disputa para a Prefeitura de Cuiabá. A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos.

O levantamento mostra ainda que a candidata Gisela Simona (Pros) tem 18% da intenção de votos, ultrapassando Roberto França (Patri), que  aparece com 14%. Em pesquisas anteriores de outros instituto França era o terceiro citado pelo eleitorado cuiabano. 

Na sequência,  vêm Julier Sebastião (PT), 3%, Aécio Rodrigues (PSL) e Paulo Henrique Grando (Novo) com 1% cada. O candidato Gilberto Lopes (PSOL) não pontuou.

 O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação MT08387/2020. 

Foram entrevistadas 1.050 pessoas, por telefone (entrevistadores humanos), entre os dias 3 e 4 de novembro. O nível de confiança é de 95%. Isto significa que se a mesma pesquisa fosse feita 100 vezes, o resultado seria o mesmo, dentro da margem de erro, em 95. 

A pesquisa, amostral, é representativa da população do município com 16 anos ou mais. Ou seja: os entrevistados seguem um padrão semelhante ao da população total, respeitando-se a proporção por idade, região geográfica e sexo. 

 Votos brancos ou nulos atingiram 7%. Já 1% das pessoas disseram que ainda não sabem em quem vão votar para prefeito de Cuiabá em 2020.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, quando se pergunta o candidato favorito do entrevistado sem apresentar uma lista de opções, Abílio Júnior (Podemos), 11%, e Emanuel Pinheiro (MDB), 10%, também estão tecnicamente empatados, dentro da margem de erro de três pontos para mais ou para menos.

Em seguida estão Gisela Simona (PROS), com 6%, Roberto França (Patriota), com 5%,  Julier Sebastião (PT) e  Aécio Rodrigues (PSL), ambos com 1%. 

Outros nomes foram citados por 1%; 17% responderam nulo/branco e 48% não souberam responder a pesquisa espontânea. 

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *