No 1º dia de barreiras, 22 pessoas com sintomas da Covid-19 são identificadas

Rodinei Crescêncio/RDNEWS

Barreira sanit�ria na sa�da de Cuiab� para Chapada dos Guimar�es

Barreira sanitária montada na Rodovia Emanuel Pinheiro, saída para Chapada que nesta quarta (8) abordou 957 pessoas a bordo de 488 veículos

No primeiro dia de funcionamento das barreiras sanitárias em Cuiabá, 22 pessoas foram encaminhadas para unidades de saúde por apresentarem sintomas da Covid-19. De acordo com a prefeitura, 2.566 mil pessoas foram examinadas pelas equipes de fiscalização da Vigilância Sanitária, em quatro pontos estratégicos de entrada e saída.

No total, foram 1.325 veículos parados. As pessoas com sintomas da doença assinaram um termo de consentimento se comprometendo a procurarem um médico. Conforme a Prefeitura de Cuiabá, os fiscais da Vigilância Sanitária encaminharão os contatos para a Vigilância Epidemiológica, que deve fazer o acompanhamento dos casos. 

A barreira com o maior fluxo de pessoas foi a da rodovia Helder Candia (MT-010), também conhecida como Estrada da Guia, onde 1.050 mil pessoas foram abordadas, em 520 veículos. A maioria delas, 705, estavam em carros de passeio, 226 estavam em caminhonetes, 51 em micro-ônibus ou vans, 46 em motos e 22 em ônibus. 

Na rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), houve a aferição de temperatura e aplicação de questionário junto a 957 pessoas a bordo de 488 veículos. Foram 861 pessoas em carros de passeio, 62 em caminhões e 34 em motocicletas. 

Na MT-040, estrada que leva para Santo Antônio do Leverger, 304 pessoas, que estavam a bordo de 194 veículos, sendo 221 em carros de passeio, 43 em motocicletas, 35 em caminhonetes, 4 em caminhões e um ciclista, foram aboradas. 

A barreira sanitária com menor fluxo foi a da BR-163/364, que liga Mato Grosso a outros estados do Centro-Oeste, onde foram atendidas 255 pessoas em 123 veículos. Delas, 161 estavam em carros de passeio, 33 em ônibus, 29 em caminhões, 26 em caminhonetes, quatro em motocicletas e dois em micro-ônibus. 

O diretor de Vigilância em Saúde de Cuiabá, Benedito Oscar Campos, destacou o objetivo das barreiras sanitárias não é impedir o acesso ou a saída de pessoas, mas de orientação sobre cuidados preventivos da Covid-19.

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *