Missão de ajudar criar o Aliança

Hélio Silva (foto), que recentemente deixou o Podemos e abandonou o projeto de disputar vaga de vereador por Cuiabá, está percorrendo o Estado por coleta de assinaturas para ajudar na criação do Aliança pelo Brasil, futuro partido de Bolsonaro. Nos municípios por onde passa, o sociólogo cria grupos locais, que ficam responsáveis pelo trabalho. Ele entrou em campo sob orientação de dirigentes nacionais do Aliança, após MT não conseguir o que se esperava de meta, de 8 mil assinaturas. Alguns direitistas fizeram barulho, mas só nas redes sociais, anunciando que obtiveram milhares de assinaturas mas, na hora da depuração, só foram validadas menos de 600 rubricas. O trabalho agora está sendo intensificado por Hélio e de forma discreta. E só não obtém maior respaldo por causa da rede de intrigas e “queimação” espalhada contra o ex-pedetista e ex-militante do Pode pela ex-senadora Selma, cassada por crimes eleitorais. Em processo de formação desde novembro do ano passado, o Aliança ainda está longe de cumprir um dos requisitos mais importantes para ser registrado no TSE. Precisa chegar a, ao menos, 492 mil eleitores para funcionar efetivamente como agremiação partidária.

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *