Mesmo desgastado, Galvan faz sucessor para chefiar Aprosoja; “reconhecimento”

Da Assessoria

Produtor rural Fernando Cadore - novo presidente da Aprosoja

Chapa 1, encabeçada pelo produtor rural, Fernando Cadore, venceu as eleições na Aprosoja, ocorrida durante o dia de hoje e obteve 65% dos votos em MT

Mesmo diante de denúncias, condenações na Justiça e disputas internas, o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), Antonio Galvan, conseguiu fazer o sucessor para comandar a entidade nos próximos 3 anos. Uma prévia das apurações aponta a vitória, com 65% dos votos, da chapa “Aprosoja Decidida, Produtor mais Forte”, que tem como presidente o produtor rural Fernando Cadore e Lucas Costa Beber como vice.  

Os novos dirigentes vão administrar a associação pelo próximo triênio – de 2021 à 2023. O resultado preliminar das eleições na associação foi divulgado no início da noite desta segunda. 

Segundo a Aprosoja, Fernando, de Primavera do Leste, e Lucas, de Nova Mutum, receberam 1.900 votos, o que representa 65% do total. Enquanto a chapa de oposição, encabeçada por Marcos da Rosa e Ricardo Arioli, tiveram 1.023 votos, o que significa 35% do eleitorado.

Tido como presidente eleito, Fernando Cadore pediu aos associados que continuem participantes ativos da entidade e que associação continue sendo dirigida conforme os anseios do produtor de soja e milho de Mato Grosso.

“Nós entendemos essa eleição como reconhecimento do trabalho da atual gestão, ao qual daremos continuidade. Estamos focados em ouvir e traduzir os anseios de toda base, as dificuldades que o produtor tem da porteira pra dentro e pra fora em ações, pois é essa a verdadeira função de uma entidade de classe, ser porta-voz de toda base”, comenta.

Marcos da Rosa avalia positivamente o pleito. “Reunimos ótimos nomes para compor a nossa chapa, entre produtores jovens e mais experientes, homens e mulheres, de todos os locais do estado. Desejo sucesso ao novo presidente. Que ele retome o diálogo com entidades do agro e sociedade”, observou.

Os 25 núcleos e a sede da associação, em Cuiabá, estiveram disponíveis das 7h às 17h para receber os associados. Neste ano, 3.005 produtores rurais votaram contra 2.593 na eleição anterior (2017), representando um aumento de cerca de 14% neste pleito. Resultado oficial das eleições, inclusive com os nomes dos delegados eleitos de cada núcleo, saem em até sete dias úteis, conforme o regimento interno da entidade.

Processos

A gestão de Galvan na Aprosoja tem sido marcada ações na Justiça. A principal delas deve-se ao plantio experimental de soja durante o período proibitivo, o chamado vazio sanitário. A entidade e o presidente foram condenado em 14 processos por danos ambientais.

No episódio mais recente, o presidente da Aprosoja foi apontado pelo seus adversários de não entregar documentos para o Conselho Fiscal da entidade, com balanços do primeiro e segundo trimestres de sua gestão.

Em outubro, ele chegou a cancelar a reunião ordinária do Conselho e os membros ficaram surpresos por não ter acesso aos números. O presidente disse ao que agiu para manter a segurança das informações, já que acusa membros do conselho de vazá-las.

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *