1 de Julho, 2022

Mãe e filho são presos após ameaçarem médicos e policiais em UPA

Eles vão responder por desacato, resistência, desobediência e ameaça.

Uma mulher de 47 anos e o filho de 25 foram presos depois de ameaçarem a equipe médica da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Jardim Santa Marta, em Rondonópolis (222 km de Cuiabá). Eles ainda desacataram os policiais e a mulher chegou a ameaçar a guarnição dizendo que eles não sabiam com quem estavam falando.

Segundo a ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pela coordenação da unidade de saúde depois que um homem deu entrada com um ferimento na perna, que ele alegava ter sido provocado por disparo de arma de fogo. O médico então teria explicado que nesses casos é preciso fazer uma radiografia da perna antes de tentar retirar o projétil.

Diante da recusa do profissional em atendê-lo antes da realização do exame, o homem se exaltou, tentou agredir os profissionais com o seu capacete e começou a ameaçar a equipe da UPA.

Quando os policiais chegaram encontraram o acusado no corredor bastante alterado. Os agentes pediram para ele se acalmar, mas o homem partiu para cima da guarnição e precisou ser contido à força e algemado.

Foi nesse momento que a sua mãe que o acompanhava teria começado a incitar o filho contra os policiais e contra a equipe plantonista da UPA. No momento em que o filho foi algemado ela partiu para cima dos policiais, desacatando e ameaçando os mesmos com a frase “vocês não sabem com quem estão falando”.

Assim que realizada a radiografia e constatado que o ferimento não tinha sido causado por arma de fogo e com a liberação do médico, os dois foram conduzidos para a delegacia de polícia. Eles vão responder por desacato, resistência, desobediência e ameaça.

-Reporter MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.