Líderes do governo votaram por manter veto de Bolsonaro que eles articularam para derrubar

Embora a desoneração da folha de pagamentos a 17 setores tenha sido prorrogada após negociação feita por representantes do governo no Congresso, os líderes Fernando Bezerra (MDB-PE) e Ricardo Barros (PP-PR) votaram contra. 

O motivo é a inconstitucionalidade do benefício, alegada pela Economia, Tribunal de Contas da União e AGU. O tema será assunto de reunião nesta quinta (5) de parlamentares com Paulo Guedes.

O ministro Bruno Dantas, que acusou o desrespeito à lei nas redes sociais, prevê que o assunto possa terminar no STF.

Fonte: Folha de São Paulo – notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *