29 de Junho, 2022

Fluminense empilha recordes e marcas históricas com goleada de 10 a 1 na Sul-Americana; veja lista

A classificação não veio — como era de se esperar. Mas o Fluminense proporcionou um dos jogos mais malucos e honrosos de sua história. E ao golear o Oriente Petrolero por 10 a 1, nesta quinta-feira, em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, quebrou uma série de marcas históricas e atingiu feitos individuais e coletivos impressionantes. O GLOBO lista eles para a torcida tricolor:

Maior goleada da história da Sul-Americana

A goleada do Fluminense desbancou a de um uruguaio para se tornar a maior da história da Copa Sul-Americana. Antes, o recorde pertencia ao Defensor em cima do Sport Huancayo, em 2010, pelo placar de 9 a 0. Também se tornou a maior goleada brasileira em torneios internacionais.

  • 1º: Fluminense 10-1 Oriente Petrolero
  • 2º: Defensor 9-0 Huancayo
  • 3º: LDU 7-0 River-URU
  • 4º: Sol de America 7-1 Estudiantes de Caracas

Maior goleada sofrida da história do Oriente Petrolero

O Fluminense desbancou o The Strongest neste posto. Antes, os bolivianos haviam aplicado 8 a 0 diante do Oriente Petrolero e detinham a maior goleada sofrida pelo clube de Santa Cruz de la Sierra. O 10 a 1 fez com que o tricolor assumisse a liderança. Também é a maior goleada sofrida por um clube boliviano na história em competições internacionais.

Cano entra em ranking de maiores artilheiros

Com os três gols marcados diante do Oriente Petrolero, o argentino Germán Cano entrou para a lista de maiores artilheiros estrangeiros da história do Fluminense em uma única temporada. Ele desbancou o ídolo Darío Conca nesta quesito e já ocupa a terceira colocação. Veja a lista:

  • 1º: Doval – 39 gols em 1976
  • 2º: Romerito – 23 gols em 1984
  • 2º: Doval – 23 gols em 1977
  • 3º: Cano – 18 gols em 2022

Maior goleada internacional do Fluminense

O 10 a 1 aplicado se notabiliza como a maior goleada em competições internacionais do Fluminense. Antes, era o 6 a 0 aplicado sobre o Arsenal-ARG, na Libertadores de 2008. Em jogos oficiais totais, o tricolor também ficou perto do recorde: 11 a 0, aplicado em 1908 diante do Riachuelo e em 1906 diante do Football & Athletic.

A maior goleada da história do Fluminense, incluindo jogos não oficiais, aconteceu em 1986: 12 a 1 no Tarancon da Espanha, em amistoso.

Marca para Matheus Martins

Matheus Martins se tornou o segundo jogador mais novo a marcar um hat-trick na história da Sul-Americana (18 anos e 315 dias). O primeiro é… João Pedro, também pelo Fluminense (17 anos e 251 dias).

O GLOBO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.