Prefeitura de Rondonópolis manda parar transporte, comércio, indústria e bancos

O prefeito de Rondonópolis Zé Carlos do Pátio (Solidariedade) resolveu endurecer as medidas de combate à proliferação do novo coronavírus (Covid 19). Em decreto publicado no final da tarde deste sábado (21), a prefeitura suspendeu o transporte coletivo, de moto-táxi e por aplicativo no município.

O decreto ainda proíbe o atendimento à população nos bancos públicos e privados e agencias lotéricas. Também suspende o atendimento em bares, lanchonetes, trailers de lanches, restaurantes, cafés, padarias, pizzarias e conveniências.

Pelo decreto de Pátio, todo comércio local está proibido de funcionar. A exceção são os serviços essenciais como hospitais, laboratórios, clínicas veterinárias, farmácias, postos de combustível, empresas de distribuição de insumos hospitalares, mercados e açougues.

Os postos poderão funcionar de segunda à sexta. O horário é das 7h às 18h. Shoppings, galerias e pólos comerciais de rua também devem fechar as portas.

As indústrias e obras da construção civil, exceto as da área da saúde, também são obrigadas a paralisar as atividades. Hotéis, motéis e casas de diversão também devem fechar. O mesmo vale para clínicas odontológicas, clínicas de estética, salões de beleza e auto-escolas.

O decreto entrou em vigor hoje e tem validade de 10 dias. Em caso de necessidade,  pode ser prorrogado. Para atender os mais pobres, Pátio proibiu o corte de águas para igrejas, salões comunitários e para a população que paga tarifa social.

Caso confirmado

Em nota, a secretaria municipal de Saúde informou que Rondonópolis segue apenas com um caso confirmado de coronavírus e 17 casos suspeitos. O primeiro caso foi confirmado na terça (17). A Saúde ainda aguarda os resultados dos exames dos casos suspeitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *