Delfino é escolhido para chefiar o MPE por 1 mês antes de eleição a procurador-geral

Reprodução

Reunião do Conselho Superior do Ministério Público - Mauro Delfino escolhido PGJ substituto

Reunião online do Conselho Superior do Ministério Público foi realizada hoje e os procuradores escolheram Mauro Delfino para chefiar por 30 dias

O procurador de Justiça Mauro Delfino César foi escolhido nesta segunda (9), por unanimidade, pelo Conselho Superior do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (CSMP), a assumir o cargo de procurador-geral de Justiça nos 30 dias que antecederão a eleição para formação da lista tríplice, biênio (2021/2023). A solenidade de transmissão do cargo ocorrerá na sexta (13).

Durante a reunião, o presidente do CSMP, procurador-geral de Justiça José Antônio Borges Pereira, ressaltou que a indicação do procurador de Justiça Mauro Delfino César é o reconhecimento à sua trajetória institucional. Prestes a se aposentar, ele já ocupou vários cargos na Procuradoria-Geral de Justiça e tem importantes serviços prestados à instituição.

“Escolhido por unanimidade, tenho certeza que o doutor Mauro realizará com extrema competência o cargo de procurador-geral de Justiça nos próximos 30 dias, quando me afastarei para concorrer à reeleição”, afirmou Borges. Além do atual procurador-geral de Justiça, também concorre ao cargo de procurador-geral de Justiça, o procurador Flávio Cezar Fachone.

Em eleições anteriores, a função foi assumida temporariamente pelo decano do CSMP, procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe. Todos os membros do conselho enalteceram o trabalho realizado por Scaloppe e disseram ter certeza que Mauro Delfino César também desempenhará o cargo com maestria.

O procurador de Justiça Paulo Roberto Jorge do Prado falou sobre a experiência de Mauro Delfino em cargos administrativos e reforçou a sua dedicação e lealdade à instituição. O procurador de Justiça Marcelo Ferra de Carvalho, por sua vez, lembrou que não será uma tarefa fácil, devido ao requisito da temporalidade, já que serão apenas 30 dias, e a necessidade de se manter uma distância do processo eleitoral. “É um ônus, mas não tenho dúvidas que o procurador de Justiça Mauro Delfino vai desempenhar com muita tranquilidade”, afirmou.

Pela primeira vez na história do Ministério Público Estadual (MPE), a eleição para procurador-geral de Justiça será de forma eletrônica. O processo de escolha começará em 11 de dezembro, uma sexta-feira, e encerrá no dia 14 de dezembro, às 17h, na segunda (14). O resultado da eleição será conhecido logo após o término da votação.

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *