Coligação que apoia Pivetta decide se manter unida nas eleições municipais e deputado Max Russi PSB vai ser coordenador da campanha no estado

candidato a senador Otaviano Pivetta (PDT) participou de reunião com a coordenação política da coligação MT Muito Mais e com presidentes dos partidos coligados (PDT, Republicanos, PSB, MDB, PCdoB, PV e Cidadania). Todos concordaram com o pedetista na avaliação que a  Justiça Eleitoral agiu certo ao adiar a  eleição suplementar ao Senado  por conta da pandemia do coronavírus  para preservar a  saúde e segurança da população.  O encontro foi realizado nessa terça (17).

Todos os partidos do MT Muito Mais  também se manifestaram no sentido de preservar a coligação, mesmo em caso de coincidência da suplementar ao Senado  com as eleições municipais em 04 de outubro. Neste sentido, mesmo neste período de suspensão, a coligação orienta todas as lideranças partidárias a desenvolver ações de pré campanha em seus municípios, observando rigorosamente as disposições da legislação eleitoral.

A coligação pró-Pivetta deliberou ainda constituir um Grupo de Trabalho Eleitoral, formado por representantes de cada partido.  O objetivo é  acompanhar os municípios e buscar estabelecer convergências visando o lançamento de candidaturas unificadas para a disputa das prefeituras.

Além disso,  a Coordenação Política se manterá ativa para acompanhar e orientar o trabalho de pré-campanha. Também acompanhará as articulações referentes às eleições municipais.

Coordenação política

A coordenação política é formada pelos presidentes dos partidos. São eles, o secretário estadual de Cultura, Desporto e Lazer Allan Kardec (PDT), o deputado federal Carlos Bezerra (MDB), o deputado estadual Max Russi (PSB), o candidato a 1º suplente Adilton Sachetti (Republicanos), o ativista Sérgio Negri (PCdoB), o secretário municipal de Serviços Urbanos José Roberto Stopa (PV) e o ex-secretário de Estado Marco Marrafon (Cidadania). Na reunião,  Max foi escolhido como coordenador-geral da campanha. (Com Assessoria)

fonte; rdnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *