Barranco cobra presença de secretária na AL e ameaça com convocação obrigatória

Fablicio Rodrigues

Valdir Barranco

Valdir Barranco durante sessão da AL; petista é presidente da comissão especial que discute o impacto da pandemia da Covid-19 na educação

O deputado Valdir Barranco (PT), presidente da comissão especial que discute o impacto da pandemia da Covid-19 na educação, cobrou a presença da secretária estadual de Educação, Marioneide Angélica, nas reuniões realizadas nas segundas e quintas. Caso não compareça na Assembleia no próximo dia 13, será feita convocação.

Cobrou ainda a presença do secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, para apresentação dos dados da pandemia. Neste caso, será encaminhado apenas convite. “Já fizemos seis reuniões para debater a volta às aulas e a secretária não compareceu em nenhuma delas” disse o petista.

Reinicio das aulas

As aulas presenciais, ou seja,  com professores e alunos em sala de aula, só devem começar em novembro, acabando somente em março de 2021. Este foi um dos pontos acordados nesta semana, durante reunião entre a representantes da Seduc, da comissão especial  presidida  por Barranco e dirigentes da AMM (representando prefeitos de 141 cidades do Estado) e representantes de escolas particulares. Ainda ficou definido que a partir da próxima semana, como já havia adiantado na semana passada pelo governador Mauro Mendes (DEM), os professores interinos começam a ser contratados. O início das aulas não-presenciais iniciarão no dia 3 de agosto.

[embedded content]

Fonte: RDnews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *