29 de Junho, 2022

Atriz pornô aciona PT na Justiça contra decisão que barrou filiação em MT

A atriz pornô Ester Caroline Pessatto, conhecida como “Tigresa Vip”, protocolou na segunda-feira (23) uma ação na Justiça Eleitoral para tentar suspender a decisão que barrou sua filiação no PT em Mato Grosso.

A ação é assinada pela defesa de Ester, feita pelo advogado Julier Sebastião, e foi protocolada na 38ª Zona Eleitoral de Santo Antônio do Leverger.

O diretório estadual alegou vício no processo de filiação de Ester e suspendeu a filiação. A atriz pornô chegou a anunciar uma pré-candidatura a deputada estadual.

Ao site, Julier explicou que Ester não desistiu de tentar concorrer a cadeira na Assembleia Legislativa. Ele alegou que a decisão do Diretório Regional não respeitou “a ampla defesa e contraditório e foi feita por meio de conversas de Whats App”.

“A requerente [Ester] não teve a oportunidade, de fato, de ser ouvida, ou de defender-se das acusações, que, até o presente momento, desconhece quais são, pois, jamais cometeu qualquer infração ao Estatuto do Partido dos Trabalhadores”, consta no pedido.

“[…] Foi excluída da lista de filiados, coincidentemente, no dia 18 de abril de 2022, último dia do prazo reservado aos partidos políticos para inserir os dados de filiados no sistema Filia, frustrando suas pretensões eleitorais”, apontou em outro trecho.

 

Pedido de urgência

Na ação, a defesa de Ester disse que é necessária que uma liminar seja proferida o quanto antes. Isso porque, os encontros estaduais para definição das pré-candidaturas petistas devem ocorrer neste domingo (29), no Encontro de Tática da sigla.

“[…] Prazo este que pretende a autora estar apta para colocar seu nome à disposição do partido como pré-candidata”, consta em documento.

 

“Sem acolhimento”

A defesa da atriz pornô lembrou ainda, que a deputada federal Rosa Neide, interveio no processo de anulação da filiação de Tigresa junto ao Diretório Nacional.

Em áudio vazado de um grupo de WhatsApp composto por petistas, ela afirmou ter visto um vídeo da atriz pornô e, posteriormente, o encaminhou à presidente nacional Gleisi Hoffmann para que tomasse conhecimento do perfil de Ester. “Não está disposta a fazer campanha eleitoral sendo chacota para o País”, disse a parlamentar no áudio que vazou à imprensa.

“Com o desejo de continuar na sigla, à qual filiou-se, apresentou recurso ao Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores. Porém, conforme comprovado por áudio publicado na imprensa, de autoria da deputada federal Rosa Neide, a Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores já havia sido orientada a promover a suspensão da filiação da Suplicante”, argumentou.

No dia 17 de maio, o Diretório Nacional decidiu manter a decisão que barrou a filiação da atriz pornô.

-Mídia News

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.