Apesar da redução de atividades na Câmara, 66 deputados gastam mais com gasolina em 2020

Mesmo com a redução das atividades parlamentares em Brasília em razão da pandemia, 66 deputados gastaram mais dinheiro com gasolina neste ano do que entre janeiro e outubro de 2019. Desde março, as sessões da Casa têm ocorrido por meio virtual. No geral, os membros da Câmara reduziram em 38% as despesas com combustível.

Carlos Jordy (PSL-RJ), que foi vice-líder do governo, aumentou as despesas em 76%. Ele diz que evitou avião durante a pandemia e fez o percurso Rio-Brasília-Rio de 15 em 15 dias de carro, economizando passagens aéreas. Daniel Silveira (PSL-RJ) e Alê Silva (PSL-MG), que gastaram mais 24% e 22%, dizem ter usado a cota em seus estados.

“Eu aproveitei para viajar e conheci praticamente todas as regiões de Minas Gerais”, diz Alê Silva.

Quem mais gastou foi Cláudio Cajado (PP-BA), que usou R$ 54.481 em gasolina neste ano. “Quem me acompanha nas redes sabe que sempre estou visitando alguma cidade que represento”, disse em email ao Painel.

“É importante agora os parlamentares criarem novos hábitos com o dinheiro público para os próximos anos, já que é possível gastar menos com o mandato. O setor privado aprendeu a se reorganizar, por que o público também não aprende?”, diz o diretor-executivo do Ranking dos Políticos, Renato Dias.

Fonte: Folha de São Paulo – notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *